Advento, tempo de (voltar a) “implicar-se”

Tivemos há poucos dias a Assembleia Geral do Centro, onde debatemos e foram aprovados o Plano de Atividades* e o Orçamento para o próximo ano. É sempre uma reunião clarificadora e animada, pelo que tem de “paragem”, percebermos onde estamos, e também de “relançar rumos”, percebermos para onde queremos ir. E este ano, curiosamente, tem-me interpelado a quantidade de pessoas que fazem parte deste sonho-projeto: somos uma dezena na equipa, uma vintena nos Corpos Sociais, voluntários regulares são quase cem, há ainda um grupo crescente de generosos doadores. É bonito e chamativo como o projeto São Cirilo é cada vez mais de tantos, não só do P. Filipe, da Dra. Rita (a nova diretora), da equipa ou dos jesuítas do Porto, mas de tanta gente que nele se “implica” de tantos modos, em prol de quem o Centro tem ajudado e continua a ajudar.

E ao escrever o editorial para mais uma edição da newsletter, ocorria-me como isto tem tanto a ver com o “tempo de Igreja” que nestas semanas nos é dado viver. Recordamos a vinda de Jesus ao mundo, o seu nascimento num contexto simples e num canto afastado do Império. Poderia ter tido uma vida discreta, confortável, sem complicações. Mas a sua missão era outra, era mesmo “complicar-se” a vida, ao “implicar-se” com a mudança das vidas à sua volta. Fê-lo fielmente, com persistência, sem que as dificuldades e as resistências o desanimassem e afastassem deste caminho, e deixando que as necessidades que em cada momento encontrava lhe marcassem a orientação de cada dia.

Neste sentido, o Centro acaba por ser também uma forma de nos “implicarmos” e “complicarmos” a vida. Os artigos abaixo falam da última Campanha no Pingo Doce, com as fotos das diversas equipas, de quem optou por ter um fim de semana talvez menos descansativo mas seguramente não menos compensador. Falam de mais uma formação em Relações Humanas, que têm ajudado os utentes a perceber que a vida é não caminho solitário mas caminho partilhado e “implicado”, onde se valoriza e se é valorizado. Falam do último Workshop de Culinária que tivemos, mais um exemplo do que recentemente tem acontecido, pessoas ajudadas pela casa que querem, elas próprias, ajudar e partilhar dons e riquezas que também têm.

Que o Advento que agora começamos nos volte a confirmar isto mesmo. Que uma vida sem implicações-complicações é, quase sempre, mais cómoda e mais tranquila. Mas que uma vida com elas é mais completa e mais feliz. Bom tempo de Advento para todos!

* O novo Plano de Atividades pode ser encontrado aqui.

P. Filipe sj