Month: February 2017

Editorial

Dia de São Cirilo – sair, partilhar, construir

Quadro do símbolo do CCSCÉ a 14 de Fevereiro que se celebra São Cirilo, o santo que dá nome ao nosso Centro. São Cirilo viveu no séc. IX, e foi, juntamente com o seu irmão Metódio, um incansável evangelizador e cuidador dos povos de Leste. Sempre disponível para “sair” da sua Grécia natal em direção ao oriente, fez três grandes viagens (à árabe Samarra, ao Império Cazar e à grande Morávia, atualmente partes da Rússia e da Rep. Checa). O seu primeiro cuidado era sempre aprender as línguas locais, de forma a poder “partilhar” fé e vida com as gentes do lugar. E de tal forma quis “construir” e enraízar essa partilha, que inventou um alfabeto (o cirílico, que os povos eslavos ainda hoje usam) que fixasse por escrito, para o tornar permanente, seja as Escrituras seja os frutos desses encontros.

São de certa forma estes três verbos – sair, partilhar, construir – que estão na essência do projeto São Cirilo. E também por isso quisemos fazer no Dia de São Cirilo o lançamento do Plano Estratégico 2017-19 (de cujo início aqui se falou, e cuja versão final pode ser encontrada aqui), para o colocar debaixo da inspiração e da força deste santo. Foi muito bonito este lançamento (o Vídeo do Mês retrata-o muito bem!), e envolveu muitas das pessoas – utentes, equipa, voluntários, direção e curadores, outros amigos – que participaram na definição do Plano e que fazem parte da casa. “Sair” nem sempre é gesto espontâneo, o mais tentador é sempre ficarmos pelo conhecido e pelo cómodo, em vez de tentarmos estender a mão àqueles que que têm vidas mais difíceis ou que são diferentes (“estrangeiros”, ou seja, “estranhos” ao que nos é familiar). “Partilhar” é passar do contacto pontual ao caminho constante feito lado-a-lado, decisão que pede compromisso e empenho. E “construir” (ou “capacitar”, palavra que tantas vezes usamos para descrever o trabalho do Centro) é dar não só “presentes” mas “futuros”, sustentar não só as necessidades presentes do outro, mas ajudar a desenvolver capacidades próprias que o sustentam no seu próprio caminho futuro. Que os três próximos anos do Centro, e das nossas vidas, continuem a ser marcados por estes verbos “sair”, “partilhar” e “construir”. Não serão talvez dos mais fáceis de pôr em prática. Mas são, seguramente, dos mais felizes.

P. Filipe sj

Breves do Centro

  1. Formação “Dicas para manter o Emprego”

Dicas para Procurar EmpregoDecorreu no passado dia 8 de Fevereiro uma formação subordinada ao tema “Dicas para manter o Emprego” onde participaram utentes internos, de refeição e de cabaz. O objectivo desta sessão foi, a partir das experiências vivenciadas pelos próprios participantes, levá-los a reflectir sobre o que podem melhorar em termos de postura, comportamento e competências com vista a um bom desempenho profissional e a conseguir manter o posto de trabalho.

Foi positiva a diversidade de experiências partilhadas e o debate que se suscitou em torno da temática. A partir de um caso prático e real de um dos participantes que brevemente reintegrará o mercado de trabalho, o grupo ajudou a estruturar uma lista de dicas importantes a seguir. Todos saímos mais ricos desta sessão.

Maria José Lino| Gabinete de Emprego

 

  1. Projeto “Bê-á-bá Doméstico”

Em Fevereiro o Projeto Bê-á-bá Doméstico (Prémio BPIBe-A-Ba_Domestico_Cartaz Solidário 2016), promovido pelo Centro, ganhou identidade visual através da Will Creative Consulting, agência que nos tem prestigiado com a sua colaboração e apoio.

A divulgação do Projeto ficou marcada pelo envolvimento de toda a equipa num trabalho em rede desenvolvido com os voluntários do Centro, com a partilha de todos nas redes sociais e com instituições parceiras que também operam na inclusão social através da empregabilidade.

Este mês foi, sobretudo, tempo de organizar e preparar a formação com a equipa formativa, de ultimar detalhes de organização como espaços, materiais, mas o mais importante foi o início da seleção das participantes.

O Projeto foi ganhando corpo e apropriando-se de nomes que se vão pronunciando e ecoando pelo Centro chamados para entrevista. Mas se um nome identifica uma pessoa muito mais representa a sua história de vida, as suas expectativas, o seu futuro. E é este o nosso objectivo, contribuir para um futuro trabalho, para um percurso de valorização humana.

A formação diversificada em serviço doméstico arranca já no início de Março com o primeiro grupo de formandas e segue até final de Maio. Em Outubro teremos o segundo Grupo para o qual aceitamos desde já inscrições. Continuamos a contar com o vosso apoio e divulgação.

Para informações contactar beabadomestico@saocirilo.pt

Concha Tello| Gestora do Projeto Bê-á-bá Doméstico

 

  1. Risoterapia

_DSC0090O grupo Ser Mais Feliz – Risoterapia esteve presente no Centro. Após o sucesso da primeira iniciativa, o Fernando e o restante grupo dinamizador disponibilizaram-se para no dia 9 de Fevereiro vir novamente ao Centro fazer sorrir e rir.

Risoterapia é uma palavra desconhecida para muitas pessoas. Não estava nada à espera daquelas dinâmicas de grupo, pois não sabia o que era risoterapia. Deu ânimo e alegria. Não pensava que fosse possível esta interacção grupal. Não consigo destacar um momento. Tudo me marcou. Nunca pensei que o rir contagiasse tanto. Numa das últimas dinâmicas, quando nos deitámos e colocámos a cabeça na barriga uns dos outros, fiquei tão descontraído e senti-me tão integrado no grupo que, não consegui controlar a vontade de rir.

É uma forma de interagir diferente, sobretudo porque somos de culturas e países diferentes, mas todos colaboraram e estiveram em sintonia. As palavras proferidas pelo Fernando foram muito motivadoras para o contexto que vivemos hoje de dificuldades e desemprego.

Não me vou esquecer que para viver bem preciso de me rir muito, sobretudo saber rir de mim próprio e dar/receber 12 abraços por dia.

  José Teixeira |Portugal

Vídeo do Mês

Dia de São Cirilo

Gesto da Partilha

Lanche das Culturas

Apresentação do Plano Estratégico 2017-19

Missa de São Cirilo

 

Atenção às Margens

Distribuição das cantinas sociais não corresponde à dos pobres

Portugal já recebeu mais de 1 000 refugiados no programa europeu de recolocação

Detetadas em Portugal 80 vítimas de mutilação genital

No próximo mês acontece…

01.Mar – Visita de utentes do CATL – Centro de Atividade de Tempos Livres da Socialis (Utentes)

08.Mar – Almoço Temático sobre Cabo Verde (Utentes e Equipa)

15.Mar – Formação “Cidadania” (Utentes)

21.Mar – Workshop “Nem Ata nem Desata” na Casa da Música (Utentes)

28.Mar  – Assembleia Geral do Centro São Cirilo (Corpos Sociais)

30.Mar – Visita ao Museu da Farmácia do Centro Hospitalar do  Porto (Utentes)

31.Mar  –  Assembleia Social Inaciana, em Almada (Equipa e Voluntários)

© 2018 Centro Comunitário São Cirilo