Mês: Maio 2017

Editorial

“A realidade, sempre superior à ideia”

Be-A-Ba_Domestico_CartazTerminou neste final de Maio os três meses de formação da primeira fase do projeto “Bê-à-Bá Doméstico” (é o tema do vídeo do mês), e as formandas seguem agora para 4 semanas de estágio em contexto de trabalho, para tornarem mais sólido todo o aprendido. Este é o projeto que ganhou um dos Prémios BPI Solidário 2016, a nossa aposta na formação humana e técnica em serviço doméstico (cozinha, limpeza e tratamento de roupa,  entre outros módulos). Há o empenho e a esperança de que a partir de final de Junho estas mulheres imigrantes, algumas delas em situação económica difícil, mas todas cheias de ânimo e “garra”, possam encontrar trabalho na área. A segunda fase do projeto, com novo grupo de 16 formandas, arranca logo após o Verão*.

Nunca no Centro tínhamos tido um projeto desta dimensão em funcionamento. Foi muito bom, por um lado, a confiança do BPI, pois com o seu financiamento pudemos organizar esta resposta adaptada às necessidades de muitas das mulheres imigrantes que nos procuram (desde o uso de eletrodomésticos que não conheciam, à aprendizagem de palavras portuguesas típicas das “lides da casa”). “Capacitar” é isto mesmo, é fazer caminho conjunto que sempre parte do ponto onde cada um está. Por outro lado, a implementação do projeto pediu a todos uma boa dose de criatividade e de capacidade de adaptação, cabendo sobretudo à “gestora de projeto” Concha, sempre com inquebrantável ânimo e entrega, a resolução desde questões mais pessoais das formandas à necessidade de articulações e parcerias com outras instituições (salas de aula emprestadas pelo Creu, locais de estágio adequados, etc.).

Implementar um projeto como este tem muito de semelhante, afinal, com a própria vida. Alguém me dizia há uns anos que só há uma certeza na vida, é que ela nunca correrá como planeado! Do mesmo se queixava, com humor, um companheiro jesuíta diante das contrariedades: “o mundo está contra mim!”. O ânimo e o empenho diante do previsto e diante do imprevisto, a interajuda e a partilha com outros que percorrem caminhos semelhantes, a aceitação serena de que as existências nem sempre são lineares, tudo isto são boas “receitas” para a aventura que é a vida. Foi o Papa Francisco que escreveu que “a realidade é sempre superior à ideia”, e estamos ao serviço da realidade como é, e não como gostaríamos que fosse. Obrigado a todos o que têm ajudado este projeto e o Centro, para que a realidade de todas estas pessoas, tantas vezes mais “duras” e difíceis do que a da maioria, se possa ir abrindo em oportunidades e em esperança!

P. Filipe sj

* Quem tenha (ou saiba de quem tenha) trabalho em restaurantes, lavandarias/engomadorias, empresas de limpeza, apartamentos turísticos, casas particulares, etc., não deixe de contactar o Centro. O mesmo quanto a pessoas eventualmente interessadas na segunda fase desta formação gratuita para mulheres imigrantes, cuja inscrição para entrevistas será logo no início de Setembro no Centro.

Breves do Centro

1. Entrega de declaração IRS entre Abril e Maio

Novo Documento do Microsoft PublisherA entrega da declaração de IRS pode ser um processo complexo sobretudo para quem desconhece por completo tudo o que está relacionado com Finanças e obrigações fiscais. Foi por isso que aceitei este voluntariado no Centro, pelo quarto ano consecutivo. Entre Abril e Maio às quintas-feiras, dou apoio no preenchimento das declarações de IRS e submissão das mesmas de todos aqueles que procuram assistência no Centro São Cirilo. Aconselho sempre os utentes para organizar, durante todo o ano, a informação necessária para a entrega da declaração e não deixar tudo para o último minuto.

Os casos das pessoas que nos procuram são diversos. A maioria não sabe o que é uma senha de acesso nem que tem de estar registado nas Finanças. Não sabe que documentos guardar e a maior parte das vezes aparecem com todo o tipo de faturas: telemóvel, água, compra de roupa e não guardam as que mais importam, pois não têm conhecimento de quais são as áreas que estão abrangidas pelas deduções. Nem todos são estrangeiros, há também portugueses que nunca preencheram uma declaração e que nem sequer têm acesso a um computador.

Em primeiro lugar, há que explicar a todas essas pessoas o que é o IRS, porque é que é necessário proceder à submissão da declaração e quais as vantagens ou desvantagens. No final todos ficam com um certo alívio por verem um assunto que consideram importante mas complicado, ficar resolvido de forma breve, pois alguém ajudou. E claro que é muito gratificante quando lhes posso dizer que vão receber um reembolso. Sabe bem receber, é sempre uma ajuda.

Paula Marinho Osório|Voluntária

 

2. Workshop “Trilho dos Sentidos” – Palácio de Cristal

No dia 5 de Maio foi realizado no Centro de Educação Ambiental dotrilho_dos_sentidos Palácio de Cristal o Workshop “Trilho dos Sentidos.” O objetivo da atividade é dar a conhecer os odores associados a algumas plantas e perceber o processo de realização de um perfume. Estes workshops são organizados pelo Centro de Educação Ambiental da Câmara Municipal do Porto.

Foi uma atividade muito interativa, onde nos mostraram várias plantas, testámos os odores, cortámos e colocámos em sacos e caixas improvisadas. Uma boa ideia!

Por um lado, parece que voltámos à infância pelos odores, por outro a aprendizagem do processo de realização de um perfume foi muito interessante. Não tínhamos noção que era um processo tão simples.

Esta atividade teve de tudo: divertimento e convívio pelo grupo de utentes e pela forma como o monitor nos explicava o que íamos fazendo; descontracção porque foi tudo muito tranquilo e muito bem explicado; exercício físico, pela caminhada do Centro até ao Palácio de Cristal e aprendizagem pois aprendemos coisas que não sabíamos. Foi muito bom.

Ricardo Paula e Vasco Silva|Utentes

 

3. Campanha do Pingo Doce 2017

Camapnha PD Maio 2017A folha do calendário entrou no mês de Maio e eis que nos trouxe, no primeiro fim-de-semana, dias 5 e 6, mais uma Campanha Pingo Doce, tão importante e necessária para rechear as prateleiras da despensa do nosso Centro de São Cirilo.

O nosso Centro, uma casa com “C grande” que acolhe, envia e transforma, enriquecendo todos aqueles que por ali passam, sejam voluntários ou utentes, ensina que, na vida, se pode fazer caminho com alguém ou também podemos ser caminho para alguém. Um caminho feito com espírito de missão, com alegria, empenho, esperança e que nos enriquece dia a dia.

A experiência desta Campanha mostrou, mais uma vez, por parte dos voluntários, essa alegria dos pequenos “grãos” que podem mudar e transformar e que advém da nossa capacidade tão rica, quanto humana, de sair de nós mesmos e caminhar em direção aos outros.

Para isto, nada mais simples: basta querermos, basta…”arregaçar as mangas”.

Mª Esperança Costa|Voluntária

Vídeo do Mês

Projeto Bê – á – Bá Doméstico

“… é muito importante, mais do que fazer formação, é fazer uma formação adequada ao mercado de trabalho…” Concha Tello

Atenção às Margens

Links de Interesse

Rendimento Social de Inserção. As mesmas regras para portugueses e estrangeiros

Portugal está a deixar refugiados sem estatuto e sem direitos

No próximo mês acontece…

01 a 30.Jun –Estágio em contexto de trabalho das formandas do Projeto Bê-á-Bá Doméstico

07 e 21.Jun – Formação “Matemática para a Vida” (utentes)

22.Jun – Visita à Exposição “Them ou Us!”  nas Galerias da Biblioteca Municipal Almeida Garrett (utentes)

28.Jun – Festa dos Santos (para todos, as inscrições abrem em breve)

30.Jun – Entrega de Diplomas às formandas do Projeto Bê-á-Bá Doméstico

© 2019

Theme by Anders NorenUp ↑