“A palavra para definir o Centro é Esperança. Os imigrantes …aqui encontram um rosto, uma amizade, uma proximidade…é uma esperança muito concreta, palpável. É uma esperança com rosto.” 

Manuela Sousa | Voluntária de Alfabetização