Month: May 2018

Editorial

Novo Documento do Microsoft PublisherNeste mês de Maio que agora termina, um dos acontecimentos que merece destaque é, sem dúvida, a campanha no supermercado Pingo Doce. Campanhas como estas permitem reduzir significativamente as despesas que o Centro tem em alimentação, para o apoio em refeições.

Este foi então mais um momento em que foi possível testemunhar as reservas de boa vontade que continuam a existir. Boa vontade por parte do grande número de pessoas anónimas que, conhecendo ou não o trabalho do Centro, ofereceram géneros alimentícios. E boa vontade também (e uma vez mais) por parte de voluntários do Centro, que dispuseram generosamente do seu tempo e da sua energia para assegurar no supermercado um fim de semana completo de recolha de alimentos.

É conhecida a frase de Jesus “tive fome e deste-Me de comer” (Mt 25,35). Nos dias 12 e 13 de Maio passado, pôde mais uma vez cumprir-se esta passagem da Escritura. Da nossa parte não podemos deixar de expressar a nossa alegria e gratidão por poder testemunhar isto mesmo.

Luís Ferreira do Amaral s.j.

Breves do Centro

  1. Voluntariado no Gabinete de Emprego

DSC_0001Há um par de anos atrás, o P. Filipe Martins, no seguimento de uma conversa tida com uma na altura colaboradora do Centro (de cuja actividade eu nada conhecia), desafiou-me para eu aqui vir fazer uma experiência de voluntariado, pensando ele (otimisticamente, suspeito…) que a minha experiência profissional na gestão de empresas algo poderia aportar ao funcionamento do Gabinete de Emprego.

Admito que, no início, nem sempre a experiência foi muito conseguida mas, e principalmente no decurso do último ano, o bom entrosamento conseguido com a actual responsável do Gabinete e uma colaboração mais intensa, quer no apoio aos Utentes — ouvindo-os, vendo as suas necessidades, procurando disponibilizar-lhes ferramentas de pesquisa de oportunidade de emprego — quer na colaboração interna com projectos de formação (e.g. Bê-a-Bá Doméstico), tem-se demonstrado pessoalmente gratificante.

A relação com Utentes oriundos de vários países, diferentes estratos sociais, formações, necessidades e expectativas, e a noção de que algo do que fazemos pode auxiliar outros na sua estabilização, pesquisa e adaptação a um mundo e realidades diferentes daquelas de que são originários, tem para mim sido profundamente enriquecedora e torna-me grato por aceitarem a minha colaboração no projecto que é o Centro São Cirilo.

Alfredo Carneiro de Vasconcelos | Voluntário Gabinete Emprego

 

  1. Campanha Pingo Doce

No passado fim de semana de 12 e 13 de maio decorreu mais uma2º turno 1 dia Campanha Pingo Doce. Mas o que é isto da Campanha Pingo Doce? Qual a finalidade? O que representa?

É uma campanha de recolha de alimentos durante um fim de semana nos supermercados Pingo Doce, de grande importância para o Centro S. Cirilo e sobretudo para os seus utentes. É com estas ofertas que o Centro continua a apoiar famílias e pessoas em fragilidade social distribuindo 800 refeições por mês. Cada um, com o seu contributo pessoal e dentro das suas possibilidades, acaba por ir ao encontro das necessidades do outro.

Estamos fechados nas nossas coisas, não damos atenção ao outro, andamos apressados. “Estou com pressa …”, “Vim a correr …”, “Não tenho tempo …” – algumas das frases que íamos ouvindo. “Mas … basta um litro de leite!”, respondíamos nós. Como uma pequena frase nos desperta, nos acorda para o mundo, para o outro. Tudo muda. E a pressa transformou-se em escuta, em amor. É afinal o amor que nos agarra, que nos atrai e nos leva a dar aos outros.

“Dai-lhes vós mesmos de comer …” (Mt 14,16). Quantas vezes não ouvi esta passagem sem a perceber, sem saber como atuar. Partilhar permite compreender o Evangelho. Quem de nós não tem “5 pães e 2 peixes”?

“Um cristão encontra-se com um mundo que Deus quer transformar e sente-se colaborador com Deus nessa transformação” (Pe. Adolfo Nicolas).

Foi isto que senti nesta campanha, uma humilde colaboradora na transformação do mundo. Obrigada a São Cirilo por me ajudar a estar mais próxima dos outros e a todos os que partilharam um pouco do que são e têm. Que isto se vá tornando aos poucos um estilo de vida.

Maria Helena Girão | Voluntária

 

  1. Comemoração de Dias Mundiais: Visita Guiada à Casa Museu Marta Ortigão

264733No dia de 18 de Maio o Centro Comunitário comemorou o Dia Mundial dos Museus com uma visita à Casa Museu Marta Ortigão Sampaio.

Para mim foi muito importante participar nesta atividade porque fiquei a conhecer um espaço diferente. É uma casa que representa outras épocas/séculos, que fica muito perto do Centro. Marta Ortigão foi uma mulher inspiradora, muito evoluída para a sua época. Conhecer um pouco de sua contribuição social através da arte foi algo incrível. Ela foi uma grande contribuição para o mundo artístico.

A atividade também foi gratificante pela partilha com outras pessoas e aprofundar os meus conhecimentos da cultura  portuguesa ajuda-me na adaptação.

Eu gosto de participar em todo tipo atividades porque quero e necessito aprender a falar português e estas atividades são grandes oportunidades para isso.

Yulimar Herrera | Utente da Venezuela

 

Vídeo do Mês

Uma palavra para definir o Centro

“Excelente, excelente a nível de tudo, 100% excelente. Devo agradecer ao Centro estar aqui, mais uma vez. E quem sou agora devo agradecer às doutoras que estão cá.” – Utente Fernando da Silva

Atenção às Margens

Links de Interesse

Só um refugiado conseguiu reunir a família em Portugal

Imigrantes sem papéis discriminados no acesso à saúde

Nota Pastoral da CEP sobre Migrantes e Refugiados

 

Artigo do Jornal de Notícias sobre o Centro Comunitário São Cirilo

Reformados ensinam português a imigrantes

No próximo mês acontece…

06.Jun – Formação RSI

20.Jun – Formação Prestações e Obrigações

27.Jun – Formação Sistema Proteção e Cuidado de Menores e Pessoas Vulneráveis

28.Jun – Festa dos Santos e entrega de Diplomas

© 2018 Centro Comunitário São Cirilo