É experiência comum que os imigrantes, sobretudo os de baixa qualificação, são dos  grupos mais atingidos pelas crises económicas. São normalmente os primeiros a ser despedidos ou dispensados, pelo desconhecimento dos seus direitos, pelo preconceito de quem os emprega e/ou pela situação jurídica frágil em que se encontram. Por estes motivos é-lhes também mais difícil encontrar novo trabalho, e em tempos difíceis tornam-se uma “causa pouco mobilizadora” para a maioria da sociedade.

É neste contexto que o Centro São Cirilo voltou a candidatar-se a fundos europeus, para que o seu Gabinete de Emprego possa dar atenção particular à população de origem extra-comunitária que nos procura (através de formações técnicas e transversais, procura e candidatura a empregos, acompanhamento a questões de integração laboral, etc.). O Gabinete funciona por marcação no horário de 2ª a 5ª das 9.00 às 13.00, mas em caso de necessidade pode também atender à tarde.

Este serviço é cofinanciado pelo FAMI – Fundo Asilo Migração e Integração,  através do projeto “Integração Segura 2″ (PT/2016/FAMI/056).

FAMI 5 Logotipos Fundo, UE, Republica, SGMAI, ACM